21/10/20 10:31

Ameaça: Guedes planeja abrir capital de área digital da Caixa

2020-10-21.png

Já ficou claro o plano privatista do atual governo, que desde o início do mandato vem fazendo ameaças e investidas contra a Caixa e outras empresas públicas. Dessa vez, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou durante uma live com investidores que o governo planeja abrir o capital do braço digital da Caixa nos próximos seis meses. 

“Na pandemia, digitalizamos 64 milhões de pessoas. Quanto vale um banco que tem 64 milhões de pessoas que foram bancarizadas pela primeira vez e serão leais pelo resto da vida?”, disse o ministro. A ação proposta por Guedes seria mais uma tentativa covarde do governo de entregar ao mercado uma área do banco e fomentar, assim, o tão esperado processo de privatização. A Fenae, por exemplo, já repercutiu o caso e se colocou contra a medida, por considerar que a área é estratégica e rentável ao Brasil.

Vale ressaltar que as iniciativas deviam ser proibidas, visto que o Supremo Tribunal Federal (STF) já tinha determinado que o Executivo ficaria proibido de privatizar as chamadas “empresas-mãe” sem o aval do Congresso e sem licitação. Porém, a Corte liberou a venda das subsidiárias destas estatais sem a autorização legislativa e, além disso, a Medida Provisória 995 criada pelo governo também abre brechas para a privatização da estatal por meio da venda de várias das suas subsidiárias.

Como resposta às ações privatistas, parlamentares e entidades representativas dos trabalhadores estão atuando e lutando para derrubar a MP no Congresso.

 

Compartilhe