19/11/20 11:29

APCEF/RJ também repudia PQV que permite punições aos empregados

WhatsApp Image 2020-11-19 at 10.44.08.jpeg

Em outubro, a Caixa lançou o normativo CR 444 000, com o Programa de Incentivo às Práticas de Vendas Qualificadas (PQV), cujo texto estabelece condutas dos empregados que passarão a ser monitoradas e passíveis de punição. O PQV institui o conceito de "falha comportamental", a ser corrigida por procedimento correcional ou instauração de processo administrativo. O programa não deixa claro quais seriam as formas de correção.

Considerando o grau de subjetividade e dificuldade para o julgamento de falhas comportamentais, bem como a nebulosidade sobre a linha das correções, está mais uma vez claro que os trabalhadores da Caixa se veem pressionados e em risco por conta de uma decisão da direção da Caixa. De olho em tudo que vem ocorrendo, a Comissão Executiva dos Empregados da Caixa (CEE/Caixa) não titubeou e tratou de se posicionar e reivindicar a imediata suspensão do referido normativo.

O entendimento da Diretoria da APCEF/RJ também é de que o julgamento previsto no normativo é totalmente subjetivo e sua aplicação indevida. "O normativo traz preceitos absurdos, abrindo espaço para assédio moral e exposição dos empregados. Por assim ser, a APCEF/RJ também torna público seu repúdio, bem como segue a decisão da CEE/Caixa de reivindicar a imediata suspensão do normativo CR 444 000", afirmou Paulo Matileti, Presidente da APCEF/RJ.

Compartilhe