22/01/21 11:05

Após reivindicações, Caixa estende Projeto Remoto até o fim de março

WhatsApp Image 2021-01-22 at 10.03.14.jpeg

O Projeto Remoto Excepcional foi novamente prorrogado pela Caixa, dessa vez, até o dia 31 de março deste ano. A medida foi uma das prevenções indicadas para evitar o contágio pelo novo coronavírus e tem sido fortemente reivindicada pelas entidades representativas dos trabalhadores e o movimento sindical. Dessa forma, todos os empregados que estão no formato home office devem continuar trabalhando remotamente até o fim do mês de março.

Mesmo com o início da vacinação no Brasil, é importante lembrar que esse processo de imunização vai demorar para ser finalizado. Além disso, o país ainda continua com grandes taxas de contaminação, tendo recentemente chegado aos 212 mil óbitos desde o início da pandemia. Por isso, todos os protocolos de prevenção devem ser mantidos.

Apesar do benefício, o teletrabalho também trouxe um problema para os empregados da Caixa: a extrapolação da jornada de trabalho. Diversos empregados relataram que têm trabalhado além de sua carga horária diária e sem receber o que deveriam pelas horas extras. O problema foi tema na última mesa de negociação ocorrida em dezembro de 2020. A direção da Caixa, por sua vez, informou que não quer clausular o controle. Assim, entidades representativas dos empregados vêm acompanhando as denúncias e orientando os empregados a não trabalharem além do seu horário.

Vale lembrar que o Projeto Remoto Excepcional poderá ser novamente prorrogado nos próximos meses, de acordo com a necessidade. O Projeto Remoto é uma modalidade do Trabalho Remoto Simplificado que foi lançado em março de 2020 e teve duração inicial de 30 dias.

Compartilhe