28/04/21 13:18

Extinção da VIPES é mais um passo rumo ao desmantelamento da Caixa

WhatsApp Image 2021-04-28 at 10.11.13.jpeg

Uma decisão do Conselho de Administração da Caixa definiu que a Vice-Presidência de Pessoas (VIPES) chegará ao fim. A decisão foi tomada em uma reunião do Conselho que ocorreu neste mês. Com isso, a Vice-Presidência de Estratégia e Pessoas (VIEPE) fica responsável por assumir as demandas da VIPES, além de responder pelas diretorias de governança e estratégia (DEGOE); de Marketing e Relacionamento Institucional (DEREL) e a Ouvidoria, que passa a ser vinculada à DEGOE.

É importante ressaltar que o fim da VIPES é um prejuízo para os trabalhadores da Caixa, uma vez que essa vice-presidência cuidava especificamente das pessoas que compõem a empresa e todos os assuntos relacionados a elas, como direitos trabalhistas, carreira, treinamento, administração de conflitos e negociações com entidades sindicais. Para Rita Serrano, representante dos empregados no Conselho de Administração da Caixa, a mudança configura uma regressão. "Votei contra essa mudança, que foi aprovada por maioria. A criação de uma vice-presidência específica para tratar de pessoas é avanço recente, advindo da relevância e complexidade da relação com os empregados (...). A pasta veio humanizar a gestão, valorizar o patrimônio humano do banco. O que vemos agora é um retrocesso”, afirmou.

O presidente da APCEF/RJ, Paulo Matileti, considera a decisão como mais um ataque à Caixa como conhecemos. "Essa é mais uma investida contra o banco, mais um sinal da reestruturação que a direção da Caixa vem impondo. A preocupação continua não sendo os trabalhadores, e é por isso que precisamos lutar. Querem acabar com a Caixa 100% pública a todo custo e estão fazendo isso a partir do fatiamento e da desestruturação dessa empresa centenária, que tem como prioridade sua função social. É lamentável que esse tipo de coisa continue acontecendo", declarou.

Compartilhe