17/12/20 12:39

Levantamento mostra demissão de quase 4 mil empregados da Caixa em um ano

huge.png

 

Um levantamento feito pela agência de notícias norte-americana Bloomberg junto ao Banco Central mostrou, na última quarta-feira (16), que a Caixa eliminou em um ano 3.896 empregos. O resultado, que coloca em risco a capacidade e a qualidade do atendimento do banco à população, preocupou entidades representativas dos trabalhadores. 

Segundo cálculos feitos pela Fenae, até 20 de novembro, esse déficit no quadro de pessoal da Caixa supera 17 mil profissionais (o banco conta atualmente com 84,2 mil empregados. Tinha 101,5 mil trabalhadores em 2014).

Lembrando que a Caixa é responsável pela gestão do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), bem como o pagamento do Bolsa Família e do auxílio emergencial. Ou seja, a situação, principalmente em meio à pandemia, representa um grande perigo para a assistência à sociedade. Além disso, também expõe o quão necessário é manter a Caixa 100% pública, já que a mesma possui um importantíssimo papel social para a população brasileira. 

Por fim, os dados do levantamento também constataram a quantidade de bancos brasileiros que estão fechando agências em ritmo mais rápido: só este ano, um total de 1.444 agências foram fechadas no país. Neste caso, a Caixa apresentou um melhor resultado, com o encerramento de apenas duas unidades.

Compartilhe