15/03/21 15:42

Nas vésperas da nova fase do auxílio, sistemas Caixa ainda apresentam instabilidade

WhatsApp Image 2021-03-15 at 3.48.01 PM.jpeg

Os sistemas da Caixa vêm apresentando problemas e não é de hoje. Com a instabilidade, aumenta-se ainda mais o fluxo de clientes nas agências uma vez que não conseguem resolver suas pendências através do aplicativo e site. E isso tudo segue às vésperas do início da segunda fase da distribuição do auxílio emergencial, que deve começar nos primeiros dias de abril. A orientação é de uso do aplicativo Caixa Tem, que possibilita o pagamento de boletos, contas, e até compras. Mas com o sistema instável, a situação se complica. 

Com as instabilidades, além do teletrabalho para os já sobrecarregados trabalhadores e da experiência dos clientes, alguns inclusive encerrando suas contas, prejudica-se a imagem do próprio banco. Cabe questionar a quem interessa a manutenção da instabilidade do sistema. Se qualquer coisa, é um problema que enfraquece a imagem e confiança na instituição da Caixa 100% pública e fortalece investidas privatistas. 


Face a isso, vale ressaltar que a Contraf-CUT por meio da Comissão Executiva dos Empregados (CEE/Caixa), solicitou esclarecimentos sobre essa instabilidade e demandou mais transparência da diretoria do banco. Além disso, nesta terça-feira (16), haverá uma reunião entre a Contraf-CUT, CEE/Caixa e a Caixa para debater a utilização dos sistemas do banco em acesso remoto, que irá também tangenciar a instabilidade nos sistemas. Esperamos que a questão seja solucionada da melhor maneira possível e o mais rápido possível. 

Compartilhe