25/01/21 12:22

PL que retira o FGTS da Caixa é reprovado por 97%

WhatsApp Image 2021-01-25 at 12.28.26.jpeg

O Projeto de Lei (PL) 2.995/20, que propõe retirar da Caixa a operação do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) foi reprovado com 97% em votação popular. A enquete disponibilizada pela Câmara dos Deputados mostrou que mais de  2,3 mil pessoas discordam totalmente do projeto, que tem autoria do deputado Luiz Philippe de Orleans e Bragança (PSL-SP). Dos que participaram da pesquisa, apenas 2% concordam totalmente com o PL e 1% discorda com a maior parte do texto. 

O projeto ainda tramitará por três comissões da Câmara (Trabalho, Administração e Serviço Público; de Finanças e Tributação; e de Constituição, Justiça e Cidadania), para só então ir ao Senado. Contudo, a pressão popular já indica que não vamos deixá-lo passar. 

Os riscos de retirar a exclusividade da gestão FGTS, gerido pela Caixa há 31 anos, são muitos. É uma reserva de fundamental importância para os trabalhadores, principalmente nos tempos atuais de crise, em que muitos não têm renda. Colocar esse dinheiro nas mãos de instituições que apenas visam o lucro pode ser extremamente prejudicial. 

Além disso, vale lembrar do esvaziamento do FGTS que vem acontecendo nos últimos anos em função da ampliação das modalidades de saques (iniciadas no governo Temer) e aumento do desemprego. O orçamento vem caindo ano a ano, prejudicando ainda mais políticas públicas. 

Compartilhe