23/10/19 11:04

Senado aprova reforma da Previdência e enterra a aposentadoria de milhões de trabalhadores

CONTRA-REFORMA - APCEF-RJ - OUTUBRO-2019.jpg

O Senado acabou com a aposentadoria de milhões de trabalhadores brasileiros ao aprovar o texto-base da reforma da Previdência nesta última terça-feira, 22. O resultado desta votação em 2º turno foi de 60 a 19. O projeto não necessita da sanção do presidente Jair Bolsonaro e deve ser promulgado no Congresso Nacional, ainda sem data definida.

A votação do 1º turno havia acontecido no dia 2 de outubro, por 56 votos a 19. Assim que o texto for promulgado no Congresso, alguns pontos da reforma da Previdência começarão a entrar em vigor, enquanto outros ainda passarão por um período de quarentena.

Entre as mudanças

A reforma da Previdência aumenta agora a idade mínima da aposentadoria, passando a ser 62 anos para mulheres e 65 para homens tanto para trabalhadores privados quanto para servidores públicos. Ao final do tempo de transição, deixa de haver também a possibilidade de aposentadoria somente por tempo de contribuição.

Sendo assim, se quiser se aposentar, além de ter a idade mínima, o trabalhador agora é obrigado a contribuir também por tempo mínimo para receber ao menos 60% do valor do benefício integral. Sendo: setor privado, 15 anos mulheres e 20 homens; setor público, 25 anos mulheres e homens (ao menos 10 anos no serviço público e 5 no cargo).

Além de quase que extinguir as possibilidades dos brasileiros de se aposentarem algum dia, a reforma da Previdência determina que, para ter direito a 100% do benefício da aposentadoria, as mulheres deverão contribuir por 35 anos e os homens por 40. No português claro, trabalhar “até morrer”.

Saiba quem são os 19 senadores que votaram a favor dos direitos dos trabalhadores e deram NÃO à reforma da Previdência:

PT
Humberto Costa (PE)
Jaques Wagner (BA)
Jean PauI Prates (RN)
Paulo Paim (RS)
Paulo Rocha (PA)
Rogério Carvalho (SE)

Cidadania
Eliziane Gama (MA)

MDB
Renan Calheiros (AL)

PDT
Acir Gurgacz (RO)
Cid Gomes (CE)
Weverton (MA)

Pros
Fernando Collor (AL)
Zenaide Maia (RN)

PSB
Leila Barros (DF)
Veneziano Vital do Rêgo (PB)

PSD
Irajá (TO)
Otto Alencar (BA)

Rede
Fabiano Contarato (ES)
Randolfe Rodrigues (AP)

 

Compartilhe