11/12/20 11:56

Trabalhadores denunciam reestruturação para o Ministério Público do Trabalho

WhatsApp Image 2020-12-11 at 11.18.33.jpeg

Empregados e empregadas da Caixa fizeram denúncias sobre o processo de reestruturação do banco ao Ministério Público do Trabalho (MPT) nos últimos dias. Os trabalhadores pedem uma investigação para averiguar possíveis procedimentos discriminatórios que estariam acontecendo durante a reestruturação, além de reclamarem sobre a questão das transferências dos bancários, feitas sem aviso prévio, para outras unidades da Caixa.

A reestruturação foi anunciada pela direção do banco sem nenhum tipo de negociação anterior com os trabalhadores, o que pegou todos de surpresa e causou pânico. Mais uma vez, a mudança demonstra a falta de planejamento da Caixa e o desrespeito com os empregados. “Até o momento não tivemos nenhuma informação oficial do que está acontecendo”, afirmou o presidente da Fenae, Sergio Takemoto. Além disso, o fechamento das unidades e a remoção abrupta dos bancários para outras agências prejudicam a jornada de trabalho, e também, o atendimento à população – principalmente os aposentados e incorporados.

Vale lembrar que a Contraf-CUT, através da Comissão Executiva dos Empregados da Caixa (CEE/Caixa), enviou um ofício ao banco questionando sobre o deslocamento dos trabalhadores e a falta de negociação, como garante o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT). A CEE/Caixa ressaltou que uma mudança como essa deve sempre, obrigatoriamente, ser comunicada e negociada com os empregados e as entidades representativas.

 

Compartilhe